Assinar Edições Digitais
Covid-19

Covid-19: Município de Pombal apela ao voluntariado para IPSS e lares

As necessidades mais prementes são para os serviços de apoio domiciliário, cuja função passa por prestação de cuidados de higiene pessoal, administração de alimentação, limpeza de instalações e apoio a acamados.

O Município de Pombal apelou hoje ao voluntariado para apoio às instituições particulares de solidariedade social (IPSS) e aos lares afetados pela pandemia da covid-19, de modo a dar resposta à falta de pessoal.

Em parceria com as juntas de freguesia, comissões sociais de freguesia e interfreguesia, unidades locais de Proteção Civil e diversas instituições, a Câmara de Pombal pretende constituir uma bolsa de voluntariado para responder à falta de profissionais em lares e IPSS, muitos a cumprirem períodos de quarentena profilática.

“O Município apela aos pombalenses que nesta fase difícil para toda a comunidade possam manifestar a sua solidariedade, aderindo a esta bolsa de voluntários, que ficará em prontidão para dar resposta às necessidades identificadas”, salienta uma nota de imprensa.

“As pessoas ainda não acreditam que vai haver desgraça e a desgraça é incontornável”

Segundo a autarquia liderada por Diogo Mateus, as necessidades mais prementes de voluntariado são para os serviços de apoio domiciliário, cuja função passa por prestação de cuidados de higiene pessoal, administração de alimentação, limpeza de instalações e apoio a acamados.

O Município de Pombal refere que garantirá a articulação entre as disponibilidades de apoio e as necessidades, solicitando, para tal, que as inscrições de voluntários contemplem informações como disponibilidade horária, geográfica e área de especialidade/preferência.

O exercício de funções de voluntariado neste âmbito tem inerente a cobertura por seguro da Câmara Municipal e a disponibilização da formação essencial, informa ainda o Município.

As inscrições nesta bolsa de voluntários devem ser feitas pelo email andreia.marques@cm-pombal.pt ou pelo telefone 236 210 520 (nos dias úteis, das 9 horas às 12h30 e das 14 horas às 17h30).

Já na sexta-feira, o presidente da Associação Sócio-Cultural, Recreativa e Educativa da Cumieira e Circunvizinhas, alertava para a necessidade de voluntariado para reforçar as equipas do lar, onde já morreram dois utentes com covid-19.