O Santuário de Fátima confirmou, há instantes, a existência de 16 casos, entre colaboradores internos e externos, que testaram positivo a Covid-19.

Em nota enviada às redações, o gabinete de comunicação do Santuário esclarece que foi informado, na passada sexta-feira, que um colaborador estava infetado com o coronavírus SARS-CoV-2. “De imediato foi dada indicação de isolamento profilático para todas as pessoas que tinham contactado diretamente com ele. Decidiu-se ainda fazer testes a todos os colaboradores internos do Santuário e aos membros do coro”, adianta a mesma nota.

Dos testes realizados, 16 casos positivos e 228 negativos. Na próxima segunda-feira serão feitos os restantes, cerca de 70.

O Santuário informa ainda que todas as 16 pessoas com infeção confirmada têm ligação ao caso inicial, integram o Coro do Santuário e não estiveram em contacto direto com os peregrinos.

Esta segunda-feira, mais 70 testes serão realizados.

O Santuário de Fátima termina o comunicado a apelar aos colaboradores e peregrinos para que cumpram integralmente as “regras de distanciamento social, bem como o uso de máscara, sempre que estiverem em espaços fechados e com muita gente”.

Sobre os casos detetados de Covid-19, refere que acionou de imediato o seu plano de contingência e que mantém um acompanhamento “rigoroso e permanente” da situação.

Devido à pandemia de Covid-19, o Santuário de Fátima só abriu no fim do mês passado, tendo estado fechado mesmo em 13 de maio, a principal peregrinação anual, que foi realizada em pleno estado de emergência sem peregrinos no recinto.

As cerimónias com a assistência de fiéis regressaram no dia 30 de maio e a primeira peregrinação internacional desde o início da pandemia foi em 12 e 13 de junho.

Artigo atualizado às 14 horas com mais informação.