Sete utentes do lar de idosos Montepio Rainha Dona Leonor, em Caldas da Rainha, foram ontem sinalizados como casos positivos para o novo coronavírus. Os testes foram realizados na sexta-feira depois de ter sido diagnosticado, a meio da semana, um funcionário com infeção.

Em declarações ao REGIÃO DE LEIRIA, António Graça Santos, administrador da instituição, confirma o registo de seis testes positivos entre os utentes do lar e de um caso com “resultado inconclusivo”, mas que é também contabilizado no balanço das autoridades locais. Os sete doentes “não apresentam sintomas”, estando a ser acompanhados em quartos isolados, refere o responsável, acrescentando que a instituição dispõe de um médico em permanência.

Confrontado com eventuais riscos de contágio no decorrer de visitas aos utentes, António Graça Santos afasta essa possibilidade, por estas terem sido suspensas em fevereiro. As visitas passaram a ser efetuadas pelos familiares a partir do exterior do edifício, através de uma parede em vidro, explica.

Além dos 58 utentes, foram testados os 50 funcionários da instituição, não havendo registo até ao momento de outros casos positivos entre colaboradores diretos ou indiretos, nota ainda.

Já o Município das Caldas da Rainha avança, na sua página de Facebook, terem sido “de imediato tomadas todas as medidas estipuladas no Plano de Contingência elaborado para estes casos”. “Os doentes encontram-se em devido isolamento e monitorização, conforme determinado pela Autoridade de Saúde Pública, em articulação com a Segurança Social e o Município”, acrescenta.

Além destes sete casos, Fernando Tinta Ferreira, presidente da Câmara, confirma o registo de outros três diagnosticados no concelho nas últimas 24 horas mas sem relação com o lar. Segundo refere ao nosso jornal, respeitam a trabalhadores do sector agrícola.

Com estes novos registos, Caldas da Rainha passa a ser o segundo concelho da região com mais infeções confirmadas (109 no total) até ao momento.

Na região de Leiria (distrito de Leiria e concelho de Ourém), foram ainda identificados mais dois casos positivos em Peniche e mais um em Figueiró dos Vinhos nas últimas 24 horas, o que perfaz um total de 686.

Os números de doentes recuperados e de óbitos não sofreram alterações desde ontem, mantendo-se em 404 e 34, respetivamente.

Fonte: Comissão Distrital de Proteção Civil de Leiria, Cimoeste e municípios
*Optamos por retirar sete dos 34 casos que foram sinalizados em Alvaiázere pelo município, no final de março, após um surto num lar de Maçãs de D. Maria. Nem todos os doentes contudo residem no concelho não tendo sido ali contabilizados pelas autoridades de saúde

Portugal com mais três óbitos e mais 457 casos de infeção

Com mais três óbitos desde ontem, Portugal eleva para 1.564 o total de mortes associadas à Covid-19 desde o início da pandemia.

De acordo com o boletim diário da situação epidemiológica do país, foram ainda diagnosticados 457 casos de infeção nas últimas 24 horas, o que perfaz um total 41.646 casos confirmados desde 2 de março.

Segundo os dados da Direção-Geral da Saúde, estão internados 458 doentes (mais 16 do que ontem), 75 dos quais em unidades de cuidados intensivos por inspirarem mais cuidados (mais cinco).

Nas últimas 24 horas, foram contabilizadas 202 recuperações, elevando o total de doentes recuperados para 27.066.

Estão a recuperar em casa doentes (mais 236 do que ontem) por apresentarem sintomas ligeiros a moderados.

As autoridades de saúde continuam a monitorizar o estado de saúde de quem contactou ou poderá ter estado em contacto com pessoas infetadas, estando a acompanhar 31.299 pessoas (mais 44 do que ontem).

Notícia atualizada às 16h30 com os dados nacionais da DGS