Até sexta-feira, Portugal tinha 161 surtos de covid ativos, dos quais 10 na região centro, disse a ministra da Saúde, Marta Temido.

“Estão 27 surtos ativos no norte, 10 no centro, 107 na região Lisboa e Vale do Tejo, um número compatível com o que é a incidência da doença, cinco no Alentejo e 12 no Algarve”, afirmou a ministra, durante a habitual conferência de imprensa de atualização de informações sobre a covid-19.

A situação epidemiológica do país, adiantou, “permanece marcada pela força do impacto dos números da região de Lisboa e Vale do Tejo, concretamente na zona norte da área metropolitana de Lisboa e em 19 freguesias”, onde se registam mais casos de infetados com o novo coronavírus.

Tendo por base a análise da taxa de incidência dos últimos 14 dias, Marta Temido considerou que “essa evolução mostra uma certa constância, com uma ligeira redução em alguns concelhos e freguesias ou pelo menos com alguma alteração nessa mesma incidência”.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, o risco de transmissibilidade (RT), o número médio de casos secundários resultantes de uma pessoa infetada, “subiu ligeiramente”, no período entre 03 e 07 de julho, situando-se em um.

O mais elevado RT concentra-se na região norte (1,12), seguida pela região centro (1,06), pela região de Lisboa e Vale do Tejo (0,98), Alentejo (0,95) e Algarve, cujo risco de contágio se situa em 0,81.

“Este valor nacional (um) indica, mais uma vez, que o número de novos casos a cada geração é aproximadamente constante o que mostra a necessidade de continuar a trabalhar”, frisou a ministra.

Leiria com mais três casos

Nas últimas 24 horas, a região de Leiria registou mais cinco casos positivos de Covid-19 e outras tantas recuperações.

Fonte: Comissão Distrital de Proteção Civil de Leiria, CimOeste Cim Médio Tejo e municípios

O concelho de Leiria foi o que verificou o mais aumento de casos, com mais três resultados positivos. Caldas da Rainha e Batalha registam, cada um, mais um caso de infeção pelo novo coronavírus.

Relativamente às recuperações (5), Caldas da Rainha tem atualmente 86 pessoas recuperadas (mais três). No concelho com mais casos confirmados, ainda há 62 casos ativos.

Bombarral e Óbidos assinalam a recuperação de mais um doente em cada município.

Ao dia de hoje, há 842 casos confirmados na região (distrito de Leiria e concelho de Ourém) de Covid-19 desde o início da pandemia. Destes 532 já recuperaram e há registo de 36 óbitos associados à infeção.

Há 274 casos ativos do novo coronavírus.

Portugal com mais seis mortes e 291 novos casos 

Portugal regista hoje mais seis mortes e 291 novos casos de infeção confirmados de covid-19 por comparação a sábado, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o boletim diário da DGS, desde o início da pandemia até hoje registaram-se 46.512 casos de infeção confirmados e 1.660 mortes.

Nas últimas 24 horas, aumentaram em 0,6% os casos confirmados, passando de 46.221 para 46.512, e os óbitos subiram 0,4%, de 1.654 para 1.660. Apesar de se registar uma tendência de aumento desde o início da pandemia, a subida foi mais baixa do que a que se verificou entre sexta-feira e sábado.

Lisboa e Vale do Tejo é a região onde o aumento dos casos continua a ser mais significativo, contabilizando 78% dos novos casos, com 226 dos 291, e cinco das seis mortes.

Seguem-se o Norte (41 novos casos e a sexta vítima mortal), o Centro (12 novos casos), o Algarve (nove novos casos) e o Alentejo (mais dois novos casos).

Nos Açores, mantém-se o número de novos casos e de mortes, enquanto na Madeira surgiram dois novos casos, totalizando 97, e não ocorreu qualquer morte.

Apesar dos aumentos em Lisboa e Vale do Tejo, é o Norte que regista o maior número de mortes (822), depois Lisboa e Vale do Tejo (540), Centro (250), Alentejo (18), Algarve (15) e Açores (15, menos um óbito do que as autoridades regionais contabilizam).

Nas últimas 24 horas, o número de pessoas internadas subiu de 459 para 462, mas diminuíram os internados em cuidados intensivos, de 68 para 64.

Com Lusa