Gravíssimo! comemora a décima edição com um programa limitado pela pandemia Foto de arquivo: João Costa/Gravíssimo

O festival dedicado instrumentos de metais graves, como a tuba, o eufónio e o trombone regressa com cinco concertos, assinalando a 10ª edição do Gravíssimo! de 24 a 28 de agosto. Mas apenas o último terá público.

Face à pandemia, Gravíssimo! sofreu alterações: a componente académica ficou de parte, o que significa que os workshops e as masterclasses só terão lugar na próxima edição.

Além disso, os concertos – à exceção do último – foram gravados previamente sem público para respeitar as regras de segurança da Direção-Geral da Saúde e serão transmitidos online.

No primeiro dia do festival, 24 de agosto, atua Mr. SC & The Wild Bones Gang. No dia seguinte toca Camerata Yamaha – Sérgio Carolino & friends e, a 26 de agosto, a Camerata Adams – Mauro Matins & friends. Dia 27 há espetáculo de How Low Can You Go?. Todos estes concertos estão agendados para as 21h30 em exclusivo na página do Facebook do festival.

Para terminar, há um concerto ao vivo no Claustro D. Dinis, no Mosteiro de Alcobaça com Mr. R´B & Mr. SC + Sea Groove & The Ocean Treavelers. Os bilhetes custam 10 euros e podem ser adquiridos em www.blueticket.pt.

A organização quis manter a realização do festival, pois considera-o “um fator de esperança e confiança nesta nova normalidade que experienciamos”.

Gravissimo! é conhecido a nível internacional e destaca-se por trazer a palco instrumentos menos habituais noutros concertos.