Assinar Edições Digitais
Covid-19

Covid-19: Há mais duas mortes e casos ativos ultrapassam os 600 na região de Leiria

Nas últimas 24 horas, foram identificados mais 58 infeções, 26 das quais no concelho de Leiria.

O boletim diário das autoridades de saúde e dos municípios da região de Leiria contabiliza hoje mais duas mortes associadas à Covid-19.

Tal como o REGIÃO DE LEIRIA divulgou ontem, um dos utentes do lar da Raposeira, em Colmeias, faleceu, na última quarta-feira, e o óbito faz subir para sete as vítimas mortais no concelho de Leiria.

Pombal é o concelho com mais óbitos registados (13), seguido de Alcobaça (8) e de Leiria (7).

A segunda morte confirmada nas últimas 24 horas está relacionada igualmente com um surto num lar de idosos, o lar da Vergieiras, da Santa Casa da Misericórdia, na Marinha Grande.

A região de Leiria (distrito de Leiria e concelho de Ourém) tem agora 54 óbitos confirmados desde o início da pandemia.

Com mais 58 casos positivos desde ontem, a região de Leiria bate também um novo recorde de casos ativos, ultrapassando os 600 casos (609).

Leiria, à semelhança dos últimos dias, continua a ser o concelho com mais incidência de novos casos. São hoje 26 que são contabilizados, elevando para 186 o total de ativos.

Há ainda cinco casos em Alcobaça, nove nas Caldas da Rainha, cinco em Peniche, quatro na Marinha Grande, três em Porto de Mós, um em Alvaiázere, outro na Batalha e quatro na Nazaré.

Já as recuperações são em menor número, 35: 15 nas Caldas da Rainha, oito em Leiria, cinco em Peniche, duas na Batalha, duas na Nazaré, duas no Bombarral e uma em Porto de Mós.

Com a superação da doença em dois doentes no Bombarral, o concelho deixa de ter casos ativos, sendo o único da região de Leiria nessa condição.

Dos 17 concelhos que compõem a região de Leiria, apenas seis têm menos de dez casos ativos no seu território.

Fonte: Comissão Distrital de Proteção Civil de Leiria, CimOeste Cim Médio Tejo e municípios

Portugal com recorde de internamentos graves

Portugal registou hoje um novo máximo de pessoas internadas em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) desde o início da pandemia de covid-19, com 286 pessoas hospitalizadas, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

O valor máximo de internamentos em cuidados intensivos foi registado na sexta-feira, 30 de outubro, dia em que 275 pessoas estavam nestas unidades hospitalares com covid-19.

Há ainda mais 39 mortos e mais 4.007 casos de novas infeções pelo novo coronavírus.

De acordo com o boletim epidemiológico da DGS hoje divulgado, Portugal contabiliza 141.279 casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus, mais 4.007 do que na véspera, e 2.507 óbitos, mais 39.

Continuam ativos 58.492 casos, mais 1.137, e 2.831 pessoas recuperaram da doença em relação a sexta-feira.

No caso dos internamentos, o número de pessoas hospitalizadas continua a subir desde há mais de uma semana, sendo agora de 1.972 pessoas, mais 45 do que na sexta-feira, das quais 286 (mais 11) estão em Unidades de Cuidados Intensivos.

Das 39 mortes registadas, 23 ocorreram na região Norte, 12 em Lisboa e Vale do Tejo, duas na região Centro, uma no Alentejo e uma no Algarve.