Assinar Edições Digitais
Covid-19

Utente de lar de Colmeias morre com Covid-19

Surto na instituição foi detetado no domingo. Vítima tinha 89 anos e estava internada no hospital. Restantes utentes da instituição estão infetados.

Um dos 23 utentes que testou positivo à Covid-19, no lar da União de Freguesias de Colmeias e Memória, onde esta semana foi identificado um surto de infeção, faleceu.

A informação foi confirmada ao REGIÃO DE LEIRIA pelo presidente de junta que lamenta ter tido conhecimento do caso através de um familiar da vítima e não pelas autoridades de saúde.

O idoso, um homem de 89 anos, estava na instituição de Casal da Raposeira e foi internado no hospital, no dia 24 de outubro, devido a outros sintomas, mas após o teste à Covid-19, foi confirmado como positivo. Acabaria por falecer na quarta-feira, dia 28.

Este óbito ainda não consta do relatório divulgado pela Comissão Distrital de Proteção Civil de Leiria, que tem identificadas 52 mortes. No entanto, nos próximos dias, o número de vítimas mortais na região deverá aumentar, já que além desta situação confirmada em Colmeias, há ainda outra morte já confirmada num lar na Marinha Grande, onde também foi identificado um surto.

Já esta noite, numa publicação no Facebook, o autarca Artur Santos manifestou-se “muito preocupado” com os casos de contágio existentes na freguesia de Colmeias e Memória.

Segundo o autarca, haverá pessoas com teste positivo e que se encontram a violar o isolamento, comportamentos que irá denunciar às autoridades. “Há pouco tempo tive conhecimento que existem pessoas contaminadas a circular na freguesia. Faço um apelo a todos os cidadãos que não facilitem e protejam-se. Amanhã, denunciarei esta situação às autoridades”, escreveu.

Além dos restantes utentes do lar de Colmeias, todos confirmados como positivos, há vários funcionários que também estão infetados.

A autoridade de saúde está a acompanhar a situação, com utentes em isolamento na instituição, que se encontraria a funcionar sem autorização da Segurança Social.

ssdc

“Apelo a todos os munícipes que sigam à risca as recomendações das Autoridades de Saúde e que evitem ao máximo contactos sociais. Temos de fazer um esforço adicional para conter a propagação no nosso concelho que, nos últimos dias, está a evoluir de fora preocupante”, afirma Gonçalo Lopes, presidente da Câmara de Leiria, no apelo que fez à população leiriense, esta tarde.

A “preocupante evolução do número de casos de infecção pelo novo coronavírus no concelho de Leiria” levou o autarca a sensibilizar e reforçar o pedido do cumprimento das medidas de protecção individual, restringindo ao máximo os contactos sociais.

“Este é o momento de maior preocupação no nosso concelho, este é também o momento de juntos fazermos a diferença e de nos unirmos para travar esta pandemia”, reforça Gonçalo Lopes, numa altura em que o concelho tem 169 casos ativos, 33 dos quais registados nas últimas 24 horas.

Sobre o surto do lar da Raposeira, a “situação que mereceu intervenção imediata de todas as entidades em estreita articulação”, explica Gonçalo Lopes, acrescentando que foi efetuada “uma desinfecção das instalações pelos Bombeiros Sapadores de Leiria, estando a ser dado o encaminhamento devido a todos os utentes, encontrando-se a situação controlada e a ser acompanhada em permanência”.

(Atualização a 31 de outubro de 2020, às 11h20, com a idade da vítima, 89 anos, e o dia de internamento no hospital, no sábado, dia 24, com outros sintomas, tendo testado positivo após verificação do teste).