Assinar


Covid-19

Covid-19: Centro Hospitalar de Leiria lança consulta de psiquiatria

Consulta permite a avaliação e respetivo tratamento de doentes internados no CHL, nos quais se suspeite de eventual patologia psiquiátrica decorrente da infeção

sinalética covid no chão

O Centro Hospitalar de Leiria (CHL) disponibiliza, desde 11 de junho, uma consulta de psiquiatria para acompanhamento de doentes que estiveram internados com a infeção SARS-CoV-2 e que possam sofrer de patologia mental.

A funcionar desde sexta-feira, a nova consulta semanal permite a avaliação diagnóstica e respetivo tratamento de doentes que tiveram alta de internamento em serviços do CHL por Covid-19 e nos quais se suspeite de eventual patologia psiquiátrica decorrente dessa infeção.

“Tendo o serviço de Medicina Interna organizado uma resposta de seguimento aos doentes Covid internados, rapidamente se aperceberam das importantes complicações psiquiátricas presentes numa percentagem significativa desses doentes, o que desafiou o nosso serviço a estruturar a melhor intervenção junto desta população”, explicou o diretor do Serviço de Psiquiatria e Saúde Mental do CHL, Cláudio Laureano, num comunicado divulgado hoje pela unidade hospitalar.

Segundo o responsável, “dado o impacto negativo da doença Covid-19 na saúde mental dos doentes, é importante um rastreio para identificar doentes acometidos por doença mental pós-covid e a adequada intervenção e seguimento da área da Psiquiatria e Saúde Mental”.

Além das complicações médicas (respiratórias, trombóticas, neurológicas e outras) que a Covid-19 provoca, verifica-se também o desenvolvimento de “patologia mental causadora de disfunção, perda de autonomia e sofrimento psíquico muito significativo”.

O CHL refere que vários estudos com diferentes populações mostram que uma percentagem significativa de doentes internados por Covid-19 desenvolvem “o que pode ser designado por síndrome pós-Covid”, que se caracteriza por ansiedade, depressão, perturbações do sono e quadros do tipo Perturbação de Stress Pós-Traumático, a que acrescem a fadiga e a perda de autonomia.

Há ainda relatos de “dificuldades de concentração, problemas amnésicos, perturbação das capacidades executivas e redução do rendimento e produtividade”.

A primeira consulta é realizada quatro meses após alta hospitalar, onde são avaliados vários sintomas, o estado clínico atual, o historial social do doente e antecedentes familiares, a aplicação de várias escalas de avaliação de várias patologias do foro psiquiátrico, entre outros indicadores.

Quatro meses depois é agendada a segunda consulta, para uma reavaliação psicopatológica, e a terceira ocorre quatro meses depois, “com nova avaliação, e onde o doente poderá ter alta, caso apresente remissão dos quadros ango-depressivos ou outros, previamente diagnosticados”.

Caso contrário, pode continuar a ser seguido na Psiquiatria e pode ter consultas de outras especialidades, se for considerado necessário.

O CHL alerta que a patologia mental pós-Covid pode manter-se, ou surgir, após vários meses.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.