Assinar
Leiria

Simulacro nos Campos do Lis testa resposta das autoridades de proteção civil

Cenário simulado de queda de uma aeronave, despiste de viaturas e existência de vários feridos mobilizou mais de uma centena de operacionais.

Tudo não passou de um exercício mas foram muitos os populares que ficaram em alerta quando viram a coluna de fumo ou ouviram as sirenes dos bombeiros e GNR.

Pelas 9h30 de hoje, nos campos do Lis, entre os Barreiros (Amor) e Ponte da Pedra (Regueira de Pontes), um F16 terá caído, provocando o incêndio numa habitação e o despiste de duas viaturas. Acionados os meios de socorro para o local, as autoridades identificaram 10 vítimas, uma delas mortal.

O cenário, montado para este simulacro, pretendeu testar a respostas das autoridades da proteção civil municipal, das corporações de bombeiros e de elementos do curso de Proteção Civil do ISLA-Leiria.

No entanto, o enorme aparato acabou por apanhar de surpresa quem passava no local e despertar a curiosidade dos populares que assistiram ao movimentos dos efectivos para o local.

Designado de “Fallcon 21” e com o objetivo de manter toda a operação o mais real possível, o exercício fo organizado pelo Serviço Municipal de Proteção Civil de Leiria, em parceria com a Base Aérea n.º 5 e o ISLA – Instituto Superior de Leiria, testando vários cenários de coordenação e articulação entre os diversos agentes, envolvendo cerca de 120 participantes, entre figurantes e operacionais.

Para além das estruturas organizadoras, participaram nesta ação o Comando Distrital de Operações de Socorro de Leiria, os quatro Corpos de Bombeiros do concelho, os Bombeiros Voluntários da Marinha Grande e de Vieira de Leiria, a Polícia de Segurança Pública, a Guarda Nacional Republicana, a Polícia Judiciária, o Instituto Nacional de Emergência Médica, a Cruz Vermelha Portuguesa, a E-Redes, o SMAS de Leiria, o Corpo Nacional de Escutas, o Centro Hospitalar de Leiria, o Serviço Municipal da Marinha Grande, as Juntas de Freguesia de Amor e de Regueira de Pontes e as Uniões das Freguesias de Marrazes e Barosa e de Monte Real e Carvide.

O exercício ficou concluído cerca das 11h30, com a desmobilização dos meios e a abertura da via de circulação.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.