Assinar
Música

Jazz tocado e explicado aos mais novos nas OJL Sessions

No arranque das OJL Sessions, a história do jazz foi contada e tocada a alunos de Leiria, promovendo o estilo musical. O festival começa esta sexta-feira, com concerto da Big Band da Nazaré.

O “bichinho” do jazz e o espírito do improviso pairavam na sala do Teatro Miguel Franco na manhã de segunda-feira: era o ambiente propício para a ação de divulgação do jazz junto do público escolar preparada pela Associação de Jazz de Leiria (AJL), que marcou o arranque de OJL Jazz Sessions, festival que prossegue no fim de semana com concertos.

Elementos da Orquestra Jazz de Leiria (OJL) – César Cardoso no saxofone, Diogo Pedro no trompete, Pedro nobre no piano, Diogo Dias no contrabaixo e João Maneta na bateria – receberam uma turma do ensino articulado do Agrupamento de Escolas Dr. Correia Mateus com o objetivo de “lançar as sementes de jazz para os mais novos”.

Logo cedo, César Cardoso, saxofonista, maestro e diretor artístico da OJL, explicou aos alunos do articulado – já acostumados com o mundo da música – o que é o jazz, sobretudo os valores deste estilo nascido nos anos 20, que remetem especialmente para a liberdade e a expressão pessoal através do improviso.

Ao longo da explicação, tocaram-se temas, remetendo para a época e para os génios que originaram os vários subestilos. Ao som da trompete, bateria, piano, saxofone e contrabaixo, e sob a alta concentração dos alunos, tocaram-se temas de Wynton Marsalis, Charlie Parker, Miles Davis, Wayne Shorter, Ornette Coleman, Jaco Pastorius e do próprio César Cardoso.

Os sorrisos não eram visíveis, mas percebia-se no olhar dos alunos a curiosidade em saber mais e várias perguntas surgiram. Moral desta história? A improvisação é, sem dúvida, a essência do jazz, um “caldo” de criação e liberdade, temperado por “tentativa e erro”.

A ambição da ação da AJL foi limitada pela pandemia, mas César Cardoso ficou satisfeito, porque a manhã despertou “a curiosidade e o interesse”. “Ficam sempre com algum tipo de conhecimento”, resume o maestro.

No Teatro Miguel Franco, as OJL Jazz Sessions prosseguem esta sexta-feira, dia 9 de julho, com a Big Band da Nazaré (21h30), e com atuação do Tomás Marques Quarteto no sábado, dia 10 (21h30). Domingo, a música é do André Rosinha Trio (16 horas). Mais informações e reservas no site do Teatro José Lúcio da Silva.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.