Assinar Edições Digitais
Sociedade

Ponte das Tercenas será substítuida por nova obra de arte a partir de Fevereiro

Relatório do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) diz que ponte será destruída e a solução passa pela construção de uma nova obra de arte, a partir de Fevereiro de 2012

A Ponte das Tercenas, na Praia da Vieira de Leiria, concelho da Marinha Grande, vai ser demolida, por apresentar graves problemas estruturais e um acentuado risco de derrocada em evolução.

A informação foi revelada por Raul Castro, presidente da Câmara de Leiria, na última Assembleia Municipal, e tem por base um relatório do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), na sequência de uma reunião que o autarca teve com o secretário de Estado do Ambiente e do Ordenamento do Território, Pedro Afonso de Paulo, e o presidente do Instituto da Água (Inag), Orlando Jorge.

A solução encontrada para ultrapassar o problema passa pela construção de uma nova obra de arte.

O procedimento concursal foi já efectuado, prevendo-se que, em finais de Fevereiro, possa ser efectuada a adjudicação da nova ponte, que incluirá também a pavimentação de um troço entre a Ponte das Tercenas e a Ponte das Bajancas, na margem esquerda do Rio Lis, indica a Câmara de Leiria, em nota de imprensa.

Segundo o último relatório do LNEC, “dado que a obra de arte a construir implica a demolição da actual ponte, será necessário executar um desvio provisório do tráfego, realizando a pavimentação do caminho que bordeja a margem Sul do Rio Lis até à ponte situada imediatamente a montante [Ponte da Bajanca], a partir da qual se realizará então a ligação à Estrada Atlântica, interrompida com a construção da nova ponte”.

A hipótese de intervencionar a Ponte das Tercenas, enquanto é construída uma nova ponte, está posta de parte. A construção de uma ponte provisória, obra que seria executada pelo Estado Maior do Exército, também foi uma hipótese excluída pelo Inag, tendo em conta que os custos eram muito elevados.