O Museu Joaquim Correia, na Marinha Grande, vai conceder entradas gratuitas a todos os visitantes durante um mês, como forma de homenagear a obra o escultor que dá nome ao espaço, que morreu quarta-feira.

Museu Joaquim Correia

Situado no largo 5 de Outubro, o museu abre portas, neste período e até maio, entre as 14 e as 18 horas, e entre as 14 horas e as 18.30 horas aos fins de semana. Encerra às segundas-feiras e feriados.

A decisão de oferecer as entradas durante um mês foi tomada pela Câmara da Marinha Grande, que cumpriu hoje, 7 de fevereiro, um minuto de silêncio durante a sua reunião ordinária, colocando ainda a bandeira do município a meia haste, em memória de Joaquim Correia.

Foi ainda aprovado um voto de pesar pelo desaparecimento do mestre o escultor e medalhista, pela “marca indelével” que deixou nas artes plásticas nacionais.

A autarquia vai ainda propor a atribuição do nome de Joaquim Correia a uma rua da freguesia da Marinha Grande.

O corpo de Joaquim Correia encontra-se em câmara-ardente, no Pavilhão de Exposições do Museu Joaquim Correia, situado no Largo 5 de Outubro, na Marinha Grande, a partir das 17h00 de quinta-feira, 7 de fevereiro.

O funeral realiza-se sexta-feira, 8 de fevereiro, pelas 14h30, com celebração de eucaristia na Igreja Paroquial da Marinha Grande, seguindo depois para o cemitério municipal da Marinha Grande.