Assinar Edições Digitais
Covid-19

Covid-19: Região de Leiria tem mais 307 casos positivos e sete mortos

Alcobaça, Ourém e Leiria têm maioria dos novos casos de infeção. Mais 130 pessoas recuperaram da doença.

Vários surtos em instituições, a juntar ao elevado risco de transmissão comunitária que se verifica em todo o país, justificam a maioria dos últimos dados de Covid-19 na região de Leiria.

Desde ontem há mais 307 casos de infeção, com o concelho de Alcobaça, com 80 casos, e Ourém, com 73 resultados positivos, a dominarem este valor.

Ontem, foi divulgado um surto detectado no lar de Évora de Alcobaça a 1 de janeiro, com 31 infetados, dos quais 24 são utentes e sete funcionários. Dois dos idosos estão hospitalizados.

Segundo os dados divulgados pelas autoridades de saúde e os municípios, há ainda 47 novos testes positivos em Leiria, 30 em Caldas da Rainha, 24 em Peniche e 18 na Marinha Grande.

Com menos de uma dezena de casos estão os concelhos da Nazaré (9), Pombal (9), Porto de Mós (7), Bombarral (6), Óbidos (4) e Batalha (2).

Os dados referentes aos concelhos do norte do distrito estão a ser atualizados pelas autoridades apenas uma vez por semana, pelo que na tabela abaixo permanecem inalterados os números relativos a Alvaiázere, Ansião, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande.

À agência Lusa, ao final do dia de ontem, o Centro Hospitalar de Leiria (CHL) revelou que tem disponíveis sete das 120 camas para tratamento de doentes com covid-19, admitindo suspender a atividade cirúrgica e médica programada e não urgente, para libertar recursos humanos, camas e equipamentos.

Entre as recuperações confirmadas nas últimas 24 horas, Caldas da Rainha regista o maior número de doentes que superaram a infeção, com 41 recuperações. Em Ourém 22 pessoas “venceram” a infeção, enquanto na Marinha Grande são 20, em Alcobaça foram 18 e em Porto de Mós 12. Leiria tem nove casos de recuperação, Bombarral tem mais quatro, Batalha duas e em Nazaré e Pombal há menos um caso ativo em cada.

O total de óbitos confirmados desde o início da pandemia é esta quinta-feira, dia 6, de 273. O último balanço da conta de mais quatro mortes associadas ao novo coronavírus em Caldas da Rainha, que passa a ter 37 mortes confirmadas desde o início da pandemia, e uma no Bombarral, o que eleva para sete neste município, uma na Batalha (5) e outra na Marinha Grande (21 no total)

Leiria continua a ser o concelho com mais óbitos (68), seguido de Caldas da Rainha (37) e Pombal (33).

Esta quinta-feira, os 16 concelhos da região (distrito de Leiria e o concelho de Ourém – considerado nesta análise pela proximidade geográfica e por ter Leiria como hospital de referência) totalizam 11.448 casos de Covid-19 diagnosticados desde o início da pandemia, 8.413 recuperações e 273 óbitos.

Fonte: Comissão Distrital de Proteção Civil de Leiria, Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo e municípios

Portugal com mais 9.927 casos de infeção

Portugal contabiliza hoje mais 95 mortes relacionadas com a covid-19 e 9.927 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 7.472 mortes e 456.533 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando hoje ativos 93.360, mais 6.356 do que ontem, quarta-feira.

O boletim revela ainda que mais 3.476 pessoas foram dadas como recuperadas, o que eleva para 355.701 pessoas já recuperadas desde o início da pandemia.

A região Norte foi a que registou o maior número de novas infeções por SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas (3.554, e 27 mortes) e Lisboa e Vale do Tejo a que teve maior número de mortes diário (38, e 3.501 infeções).

Na região Centro registaram-se mais 1.855 casos e 17 mortos.

Já no Alentejo foram assinalados mais 574 casos e 10 mortes, no Algarve 348 novos casos e 3 mortos, enquanto nos Açores há 68 infeções e na Madeira mais 27.

O boletim epidemiológico da DGS indica ainda que estão internadas 3.333 pessoas, mais 40 do que na quarta-feira, das quais 514 em cuidados intensivos, ou seja, mais uma.

(atualização pelas 15 horas com divulgação dos dados nacionais)