Assinar
Covid-19

Centros de Vacinação Covid-19 do ACeS PL administram também vacinas contra a gripe

Os utentes com mais de 80 anos estão a ser convocados, por ordem decrescente de idade, para serem vacinados contra a gripe e/ou receberem a terceira dose contra a Covid-19.

As novas orientações da Direção-Geral da Saúde (DGS) relativas à administração em simultâneo das vacinas contra a gripe e contra a Covid-19 levou o Agrupamento de Centros de Saúde Pinhal Litoral (ACeS PL) a reorganizar-se para o processo decorra em simultâneo nos centros de vacinação de Leiria, Batalha, Porto de Mós, Marinha Grande e Pombal.

Centro de Vacinação Covid de Leiria mantém equipas médicas e de enfermagem para esta nova fase Foto de arquivo: JD

Recorde-se que o ACeS PL estava a preparar-se para que a vacina da gripe fosse dada nos centros de saúde de modo a garantir o acesso e a proximidade dos utentes.

Face à atualização da norma por parte da DGS, as pessoas com mais de 65 anos vão ser convocados para se deslocarem ao centro de vacinação da sua área de residência para receber a vacina da gripe e a terceira dose contra a Covid-19.

A convocatória será efetuada por SMS, abrangendo numa primeira fase os maiores de 80 anos por ordem decrescente de idade.

Segundo explicou ao REGIÃO DE LEIRIA Marco Neves, presidente da direção de Enfermagem do ACeS PL, “em termos de imunidade não há qualquer diferença” enquanto a probabilidade de eventuais efeitos secundários fica reduzida a “uma única vez”, o que considera ser “uma mais-valia”.

Concluída a primeira fase da campanha de vacinação da gripe nos lares e para os profissionais de saúde, as equipas de enfermagem estão a regressar às instituições para administrar a terceira dose contra a Covid-19 após assegurado um intervalo mínimo de 14 dias com a da gripe.

Prazo que deverá ser rigorosamente respeitado caso os utentes não pretendam levar as duas vacinas em simultâneo.

”Os utentes vão ser convocados por SMS, à semelhança do que aconteceu com a vacina da Covid-19. Se responderem à mensagem, fica a convocatória feita, se não responderem serão contactados telefonicamente pelos serviços centrais e se estes não conseguirem contactar com as pessoas então passará para os centros de saúde”, acrescenta o mesmo responsável.

Quanto à gestão deste processo, Marco Neves admite ser “mais difícil” dada as múltiplas variáveis, que incluem a administração das primeiras e segundas doses da Covid-19 a quem ainda não está vacinado, a terceira dose para pessoas imunossuprimidas, a terceira dose e a da gripe aos maiores de 65 anos, a possibilidade de, “por um ou outro motivo, fazerem só uma das duas”, e a preservação de um intervalo de 14 dias entre as duas se for o caso.

A isto acresce o facto de a terceira dose poder ser apenas administrada seis meses após a segunda dose ou após recuperação da infeção. Dados que carecem todos de verificação.

Os utentes com mais de 65 anos não necessitam por isso de recorrerem ao seu centro de saúde para serem vacinados contra a gripe devendo aguardar a respetiva convocatória, esclarece ainda o responsável.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.