Assinar
Saúde

Centro Hospitalar de Leiria recebe 60 novos médicos internos

Licínio de Carvalho, presidente do CHL, diz-se “contente por todas as vagas terem sido ocupadas”

Seis dezenas de médicos internos ingressaram no Centro Hospitalar de Leiria na última segunda-feira, revelou hoje a instituição.

De acordo com o Centro Hospitalar de Leiria (CHL) os 60 novos médicos internos, “que agora iniciam o seu plano formativo na instituição” repartem-se por 38 internos de formação geral e 22 internos de formação específica.

Os novos médicos vão rumar a diversas especialidades; Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Gastrenterologia, Ginecologia/Obstetrícia, Medicina Interna, Ortopedia, Pediatria, Pneumologia e Psiquiatria.

Já quanto à formação geral, ocorre “em blocos formativos comuns a todos nas áreas de Cirurgia Geral, Medicina Interna, Pediatria e Cuidados de Saúde Primários”.

A sessão de acolhimento ocorreu no Hospital de Santo André (HSA), em Leiria. Na ocasião, Licínio de Carvalho, presidente do conselho de administração do CHL, referiu estar “contente por todas as vagas terem sido ocupadas”, afirmando que esse facto lhe “inspira mais confiança no futuro do CHL”.

“Espero que confirmem daqui a algum tempo que fizeram uma boa aposta, integraram bons serviços, que têm boas condições de trabalho, onde têm bons colegas, onde vão ter bons orientadores dos vossos ciclos formativos, onde vão ter oportunidade de trabalhar em equipa, de trabalhar com as condições que um centro hospitalar desta dimensão pode e deve conferir”, reforçou Licínio de Carvalho, citado numa nota de imprensa do CHL.

António Lacerda Sales, secretário de Estado Adjunto e da Saúde, participou na sessão de acolhimento, à distância, exortando os novos médicos a não deixarem que “a evolução tecnológica e científica vos faça perder o lado humano. Não nos podemos esquecer dos nossos doentes, que precisam da nossa presença e não apenas das ferramentas técnicas ou dos medicamentos mais inovadores”.

Centro Hospitalar do Oeste recebe 68 internos

O Centro Hospitalar do Oeste (CHO) conta com 68 novos médicos internos que escolheram os hospitais das Caldas da Rainha e de Torres Vedras para completarem a sua formação.

Dos 68 internos que escolheram os dois hospitais, 58 são da formação geral e 10 da formação especializada, divulgou hoje o conselho de administração (CA).

Os 10 clínicos de especialidade foram acolhidos na segunda-feira, numa cerimónia presencial, e distribuídos pelas especialidades de Cirurgia Geral (2), Ginecologia/Obstetrícia (1), Medicina Interna (3), Ortopedia (1), Pediatria (2) e Pneumologia (1).

“A vinda destes internos é muito importante, porque embora precisem de acompanhamento do orientador, contribuem para aumentar a capacidade de resposta e, sobretudo, são uma mais-valia na modernização dos serviços e na valorização do futuro destes hospitais”, disse à Lusa a presidente do CA do CHO, Elsa Baião.

Já os 58 internos de formação geral “serão distribuídos pelos dois hospitais e passarão também pelo Hospital de Peniche”.

O Internato Médico realiza-se após a licenciatura/mestrado integrado em Medicina e corresponde a um processo de formação médica especializada, teórica e prática, que tem como objetivo habilitar o médico ao exercício tecnicamente diferenciado na respetiva área de especialização.

No primeiro ano, designado por formação geral, os médicos passam durante nove meses pelos serviços hospitalares de Medicina Interna, Pediatria e Cirurgia Geral. Os restantes três meses são dedicados à especialidade de Medicina Geral e Familiar e à Saúde Pública, nos Centros de Saúde do ACES Oeste Norte e do ACES Oeste Sul.

No que respeita à formação especializada, pode ter a duração de quatro a seis anos, dependo da área de especialidade.

Além dos internos agora acolhidos, o CHO aguarda o preenchimento de 11 vagas atribuídas à instituição na segunda fase do concurso de admissão de médicos, que se encontra a decorrer e cujos resultados devem ser conhecidos dentro de um mês.

Nesta segunda fase, o CHO abriu vagas nas especialidades de Medicina Física, Medicina Interna, Ortopedia, Pediatria, Pneumologia, Psiquiatria e Radiologia.

O Centro Hospitalar do Oeste integra os hospitais de Caldas da Rainha, Peniche (ambos no distrito de Leiria) e Torres Vedras (distrito de Lisboa), tendo uma área de influência constituída pelas populações dos concelhos de Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça e de Mafra.

(artigo atualizado às 15h40 do dia 6 de janeiro de 2022 com a informação referente ao Centro Hospitalar do Oeste)

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.