Assinar
Sociedade

Falta de dinheiro suspende criação de parque empresarial no Norte do distrito

Os municípios de Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande anunciaram a suspensão do projecto de criação de um parque empresarial comum por falta de verbas.

Os municípios de Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande, no Norte do distrito de Leiria, anunciaram a suspensão do projecto de criação de um parque empresarial comum por falta de verbas.

“O projecto encontra-se suspenso por falta de dinheiro”, disse hoje à agência Lusa o presidente da Câmara Municipal de Pedrógão Grande, João Marques (PSD), apontando a inexistência de apoio do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN).

João Marques sublinhou a incapacidade financeira dos três municípios para avançarem com fundos próprios para o investimento, estimado em cinco milhões de euros.

“A actual conjuntura é-nos absolutamente desfavorável”, assegurou o autarca, adiantando que o seu município sofreu um corte de verbas de cinco por cento do Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC) II, a que acresce o mesmo valor no Orçamento do Estado.

“Somos afectados de duas formas: sofremos um corte de verbas e, depois, não temos como assegurar a contrapartida nacional em projectos candidatados ao QREN”, salientou.

Criticando o “corte cego” que atinge todos os municípios de igual forma, o presidente da Câmara de Pedrógão Grande classificou a situação como “injusta” para os municípios do Interior, que “não têm receitas próprias”.

As verbas do QREN “vão para os municípios ricos”, acusou.

João Marques manifestou ainda a esperança de que o projecto de criação do parque empresarial “possa ser apoiado num futuro próximo”, se houver “alguma reprogramação” dos fundos comunitários.

“Só há uma forma de combater a desertificação: é a criação de emprego, para os que cá estão fiquem e os que foram embora regressem”, declarou.

O presidente da autarquia de Castanheira de Pera, Fernando Lopes (PS), também lamentou que a concretização do parque empresarial dos três concelhos, anunciada para este ano, não esteja em curso.

“Este deveria ser um projecto não só apoiado, como incentivado e potenciado”, afirmou Fernando Lopes, destacando a parceria dos municípios para criar uma infraestrutura que “poderia constituir uma mais valia para o Pinhal Interior Norte”.

O parque empresarial intermunicipal está projectado para uma zona que delimita os três concelhos, junto ao Itinerário Complementar 8.

Fotografia: Joaquim Dâmaso (arquivo)

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.