Assinar


Saúde

Centro Hospitalar de Leiria quer ser o primeiro Hospital Amigo do Doente Celíaco

O projeto, que surgiu em 2018 por iniciativa da Comissão de Humanização, tem somado várias ações destinadas a profissionais, utentes e comunidade

Ângela Carvalho, nutricionista e membro da Comissão de Humanização do Centro Hospitalar de Leiria (CHL), apresenta este sábado o projeto que pretende afirmar a unidade como o primeiro Hospital Amigo do Doente Celíaco.

Além da sensibilização dos profissionais de saúde para a temática, o projeto, que surgiu em 2018 com a criação de um grupo no Facebook, onde são partilhadas dúvidas e dicas pela comunidade celíaca e divulgados artigos científicos, contempla ainda a oferta alimentar isenta de glúten no internamento e máquinas de vending no CHL.

A criação de um e-book com receitas sem glúten, a realização de ações de formação para os manipuladores de alimentos na Unidade de Nutrição e Dietética e a criação de uma zona restrita de armazenamento e de manipulação de alimentos específicos isentos de glúten são outras iniciativas desenvolvidas.

A apresentação do projeto tem lugar esta manhã no âmbito do 52º Encontro Nacional de Celíacos que decorre em formato virtual para debater os “Desafios da doença celíaca e a doença autoimune”. Neste encontro, organizado pela Associação Portuguesa de Celíacos, Ângela Carvalho aborda ainda o tema “Dieta Isenta de Glúten” em contexto hospitalar.

Além dos “desafios do passado e do presente no âmbito da realização de uma dieta sem glúten”, a nutricionista propõe-se ainda desmistificar a ideia de que “o ‘glúten free’ nem sempre é adequado ao rigor exigido ao doente celíaco” e partilhar “alguns truques e dicas para uma culinária isenta de glúten”

A importância de uma comunicação eficaz junto do doente celíaco, sobretudo para a realização de refeições fora de casa, em contexto de férias e/ou eventos, é outro aspeto que pretende explorar neste evento onde irá também dar conta das conclusões de um estudo desenvolvido no âmbito de um estágio curricular da Unidade de Nutrição e Dietética do CHL sobre “as principais barreiras sentidas pelos doentes celíacos para fazerem uma alimentação sem glúten”.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.