Uma semana depois de terem sido sinalizados oito casos positivos de infeção por Covid-19 no lar de idosos Montepio Rainha Dona Leonor, em Caldas da Rainha, ontem, sábado, foram registados mais 15 casos positivos na mesma instituição.

Segundo a Câmara de Caldas da Rainha, foram detetados “sintomas em alguns utentes e funcionários que tinham tido resultados negativos nos testes efetuados a 26 de Junho”. Numa segunda bateria de testes, confirmou-se a existência de mais 15 casos positivos, até ao momento, dos quais 13 são de utentes e dois em funcionários de instituição.

Além do surto no lar do Montepio Rainha Dona Leonor, há mais dois casos positivos associados a um infantário, “que não está neste momento em funcionamento”. “Estão a ser testados todos aqueles que por essa entidade foram determinados, alunos, trabalhadores e familiares”, adianta a autarquia.

Fonte: Comissão Distrital de Proteção Civil de Leiria, CimOeste Cim Médio Tejo e municípios

Caldas da Rainha é hoje o concelho da região com mais casos confirmados, 139, fruto dos 17 identificados no dia de ontem, dos quais 65 permanecem ativos.

Leiria regista quatro novos casos de infeção pelo novo coronavírus, totalizando 129 casos, enquanto a Marinha Grande confirma mais dois casos positivos, num total de 23.

Recorde-se que um dos últimos casos positivos de Covid-19 no município da Marinha Grande foi detetacto num elemento do gabinete de apoio ao executivo municipal, o que levou a autarquia a determinar o encerramento dos serviços de atendimento ao público até dia 14 de julho, teste a trabalhadores e desinfeção do edifício dos Paços de Concelho.

Segundo a presidente Cidália Ferreira, a infeção do trabalhador “não terá ocorrido dentro das instalações da Câmara Municipal”, mas “após ponderação dos riscos”, a autarquia avançou com um conjunto de medidas. O executivo também irá permanecer em regime de teletrabalho até 14 de julho.

No somatório dos últimos dias foi ainda possível atualizar os dados do concelho de Ourém, onde atualmente se registam 94 casos positivos, mais cinco do que no último balanço.

A região regista um aumento de 28 casos nas últimas 24 horas, o que prefaz um total de 784 casos confirmados desde o início da pandemia. Destes, 478 já recuperaram e há registo de 34 mortes associadas à Covid-19.

Portugal tem mais nove mortes e 328 casos confirmados

Portugal regista hoje mais nove óbitos por covid-19, em relação a sábado, e mais 328 casos de infeção confirmados, dos quais 254 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral da Saúde (DGS) hoje divulgados.

De acordo com o boletim epidemiológico diário, o total de óbitos por covid-19 desde o início da pandemia é agora de 1.614 e o total de casos confirmados é de 43.897 infetados.

Em termos percentuais, aumento do número de óbitos foi 0,6%, (de 1.605 para 1.614) e o aumento do número de infetados foi de 0,8%, (de 43.569 para 43.897).

O número de doentes dados como recuperados também registou um aumento, havendo hoje mais 245 pessoas recuperadas, registando-se agora um total de 29.017 casos nessa situação.

A DGS regista ainda mais 15 internamentos nas últimas 24 horas, passando de 489 doentes internados para 504, mantendo-se inalterado o número de doentes em unidades de cuidados intensivos, que é neste momento de 73.

As autoridades de saúde mantém sob vigilância 31.457 contactos de pessoas infetadas e há 1.167 pessoas a aguardar resultados laboratoriais.

Os nove óbitos registados ocorreram nas regiões de Lisboa e Vale do Tejo (seis) e Alentejo (três).

Lisboa e Vale do Tejo permanece como a região onde se regista o maior número de novos casos com 254 novos casos confirmados nas últimas 24 horas, o que representa um crescimento de 0,8%.

O boletim volta a referir que há 200 casos ainda por incluir no total, referentes a testes realizados por um laboratório que em três dias desta semana não os registou no sistema para o efeito, estando a sua distribuição ainda a ser analisada pelas autoridades de saúde.

A distribuição do total de casos por concelho não foi hoje atualizada.

“Este relatório de situação não inclui a atualização da imputação de casos aos concelhos. A DGS está a realizar a verificação de todos os dados com as autoridades locais e regionais de saúde que ficará concluída durante os próximos dias”, lê-se no boletim de hoje.

(artigo atualizado às 21 horas com introdução dos dados nacionais)